A A | V Versículos

Samuel, o Profeta

1 Samuel 3:1-4:22

1 Samuel ainda era menino e ajudava Eli na adoração a Deus, o Senhor. Naqueles dias poucas mensagens vinham do Senhor, e as visões também eram muito raras. 2 Certa noite Eli, já quase cego, estava dormindo no seu quarto. 3 Samuel dormia na Tenda Sagrada, onde ficava a arca da aliança. E a lâmpada de Deus ainda estava acesa. 4 Então o Senhor Deus chamou:

— Samuel, Samuel!

— Estou aqui! — respondeu ele. 5 Então correu para onde Eli estava e disse:

— O senhor me chamou? Estou aqui.

Mas Eli respondeu:

— Eu não chamei você. Volte para a cama.

E Samuel voltou.

6 Então o Senhor Deus tornou a chamar Samuel. O menino se levantou, foi aonde estava Eli e disse:

— O senhor me chamou? Estou aqui.

Mas Eli tornou a responder:

— Eu não chamei você, filho. Volte para a cama.

7 Samuel não conhecia o Senhor pois o Senhor ainda não havia falado com ele.

8 Aí o Senhor chamou Samuel pela terceira vez. Ele se levantou, foi aonde Eli estava e disse:

— O senhor me chamou? Estou aqui.

Então Eli compreendeu que era o Senhor quem estava chamando o menino 9 e ordenou:

— Volte para a cama e, se ele chamar você outra vez, diga: “Fala, ó Senhor, pois o teu servo está escutando!”

E Samuel voltou para a cama.

10 Então o Senhor veio e ficou ali. E, como havia feito antes, disse:

— Samuel, Samuel!

— Fala, pois o teu servo está escutando! — respondeu Samuel.

11 E o Senhor disse:

— Eu vou fazer com o povo de Israel uma coisa tão terrível, que todos os que ouvirem a respeito disso ficarão apavorados. 12 Naquele dia farei contra Eli tudo o que disse a respeito da família dele, do começo até o fim. 13 Eu lhe disse que ia castigar a sua família para sempre porque os seus filhos disseram coisas más contra mim. Eli sabia que eu ia fazer isso, mas não os fez parar. 14 Por isso, juro à família de Eli que nenhum sacrifício ou oferta poderá apagar o seu terrível pecado.

15 Samuel ficou na cama até de manhã. Aí se levantou e abriu os portões da área da Tenda Sagrada. Ele estava com medo de falar com Eli sobre a visão que havia tido. 16 Mas Eli o chamou:

— Samuel, meu filho!

— Estou aqui! — respondeu ele.

17 — O que foi que Deus lhe disse? — perguntou Eli. — Não esconda nada de mim. Deus o castigará severamente se você não me contar tudo o que ele disse.

18 Então Samuel contou tudo, sem esconder nada. E Eli disse:

— Ele é Deus, o Senhor. Que ele faça tudo o que achar melhor!

19 E Samuel cresceu. O Senhor estava com ele e fazia tudo o que Samuel dizia que ia acontecer. 20 Assim todo o povo de Israel, do Norte ao Sul do país, ficou sabendo que Samuel era, de fato, um profeta do Senhor. 21 O Senhor continuou a aparecer em Siló, onde havia se revelado a Samuel e falado com ele. E a palavra de Samuel era respeitada por todo o povo de Israel.

1 Naqueles dias o povo de Israel foi lutar contra os filisteus. Os israelitas acamparam em Ebenézer, e os filisteus, em Afeca. 2 Os filisteus se aprontaram e entraram na luta. Eles venceram os israelitas, matando no campo de batalha mais ou menos quatro mil soldados. 3 Quando aqueles que tinham escapado voltaram ao acampamento, os líderes do povo de Israel disseram:

— Por que é que o Senhor Deus deixou que os filisteus nos vencessem hoje? Vamos trazer de Siló para cá a arca da aliança, para que assim o Senhor esteja no meio de nós e nos salve dos nossos inimigos.

4 Então mandaram mensageiros a Siló para trazerem a arca da aliança do Senhor Todo-Poderoso, que se assenta no seu trono entre os querubins. E Hofni e Fineias, os dois filhos de Eli, vieram junto com a arca.

5 Quando a arca chegou, os israelitas gritaram tão alto, que a terra tremeu. 6 Os filisteus ouviram os gritos e disseram:

— Escutem esses gritos no acampamento dos hebreus. O que será que aconteceu?

Quando souberam que a arca da aliança do Senhor havia chegado ao acampamento hebreu, 7 os filisteus ficaram com medo e disseram:

— Um deus chegou ao acampamento dos israelitas! Ai de nós! Nunca aconteceu uma coisa assim! 8 Ai de nós! Quem poderá nos salvar destes poderosos deuses? São os deuses que atacaram os egípcios com todo tipo de pragas, no deserto. 9 Sejam corajosos, filisteus! Lutem como homens ou seremos escravos dos hebreus, como eles já foram nossos escravos. Lutem como homens!

10 Assim os filisteus lutaram. Os israelitas foram vencidos e fugiram correndo para as suas casas. E houve uma grande matança: trinta mil israelitas foram mortos. 11 Então os filisteus tomaram a arca de Deus, e Hofni e Fineias, os filhos de Eli, foram mortos.

12 Um homem da tribo de Benjamim correu desde o campo de batalha até Siló e chegou lá no mesmo dia. Para mostrar a sua tristeza, ele havia rasgado as suas roupas e posto terra na cabeça. 13 Eli estava sentado numa cadeira, perto da estrada, esperando. Ele estava muito preocupado com a arca da aliança. Quando o homem deu a notícia, toda a gente da cidade ficou apavorada e começou a chorar alto. 14 Eli ouviu os gritos e perguntou:

— Que barulho é esse?

Então o homem correu para contar as notícias a Eli. 15 Eli estava com noventa e oito anos e completamente cego. 16 O homem disse:

— Eu fugi da batalha e hoje mesmo vim correndo de lá até aqui.

— O que aconteceu, meu filho? — perguntou Eli.

17 — O povo de Israel fugiu dos filisteus! — respondeu o mensageiro. — Foi uma terrível derrota para nós. Além de tudo, os seus filhos Hofni e Fineias foram mortos, e os filisteus tomaram a arca da aliança.

18 Quando ouviu falar na arca, Eli caiu da cadeira para trás, perto do portão da cidade. Ele estava muito velho e gordo. Por isso, quando caiu, quebrou o pescoço e morreu.

Eli foi o líder do povo de Israel quarenta anos.

19 A nora de Eli, a mulher de Fineias, estava grávida e já quase na época de ter a criança. Quando ela soube que a arca de Deus havia sido tomada e que o seu sogro e o seu marido tinham morrido, começou a ter as dores de parto e deu à luz. 20 Ela estava morrendo, mas as mulheres que a ajudavam disseram:

— Tenha coragem! Você ganhou um filho.

Ela não se interessou e não respondeu. 21 Mas deu ao menino o nome de Icabô, explicando: “A glória saiu de Israel.” Disse isso, falando da tomada da arca de Deus e da morte do seu sogro e do seu marido. 22 Ela disse:

— A glória saiu de Israel, pois a arca de Deus foi tomada pelos nossos inimigos.

A Criação
Adão e Eva
Caim e Abel
O Grande Dilúvio
A Torre de Babel
Deus Chama Abraão
Sodoma e Gomorra
A Obediência de Abraão
Isaque se Casa com Rebeca
Os Direitos de Esaú
Isaque Abençoa Jacó
Jacó e Labão
Jacó Luta
Vingança contra Siquém
José na Prisão
José como Governador
Reencontro de Família
O Nascimento de Moisés
O Espinheiro em Chamas
As Dez Pragas
O Êxodo
O Mar Vermelho
O Bezerro de Ouro
Explorando a Terra
A Rebelião de Corá
Balaque e Balaão
Raabe e os Espiões
A Queda de Jericó
O Disfarce dos Gibeonitas
Débora e Baraque
Gideão como Juiz
A Ambição de Abimeleque
Sansão como Juiz
Rute, Noemi e Boaz
Nasce Samuel
Samuel, o Profeta
Saul se Torna Rei
A Bravura de Jônatas
A Desobediência de Saul
Davi Mata Golias
Davi e Jônatas
Nabal e Abigail
A Morte de Saul
O Sucesso de Davi
Davi e Bate-Seba
Amnon e Tamar
Absalão
A Sabedoria de Salomão
Jeroboão e Roboão
O Desafio de Elias
Deus Fala com Elias
Micaías, o Profeta
Carruagem de Fogo
Eliseu Cura Naamã
Fome e Descrença
Joás e Joiada
Ezequias Confia em Deus
O Reino de Josias
A Queda de Jerusalém
O Poder de Davi
O Censo de Davi
Josafá e Acabe
Esdras Reconstrói o Altar
Neemias Constrói a Muralha
Oposição Inimiga
A Justiça de Neemias
Ester Salva os Judeus
Jó é Testado
A Visão de Ezequiel
A Fornalha Acesa
A Cova dos Leões
Jonas
Nasce Jesus
Os Reis Magos e o Rei Herodes
Jesus é Tentado
Jesus Alimenta 5 Mil
O Pão da Vida
Jesus Caminha nas Águas
O Bom Samaritano
O Filho Perdido
Jesus Ressuscita Lázaro
Jesus e Zaqueu
A Entrada Triunfal
A Última Ceia
O Julgamento de Jesus
A Crucificação de Jesus
A Ressurreição de Jesus
Jesus' Ascension
Vem o Espírito Santo
A Coragem dos Apóstolos
Ananias e Safira
Felipe e o Eunuco
Saul Encontra Jesus
Pedro e Cornélio
Paulo em Corinto
Paulo em Éfeso
Paulo Vai para Roma